Skip to main content

O observador das cidades

O arquiteto Roberto Luís de Melo Monte-Mor coordena há 10 anos a equipe da UFMG no planejamento da Região Metropolitana de Belo Horizonte

O observador das cidades

Arquiteto Roberto Luís de Melo Monte-Mor

Em 1973, ao chegar à Amazônia pela primeira vez para um trabalho de planejamento urbano no interior de Rondônia, o arquiteto mineiro Roberto Luís Monte-Mor descobriu que o que tinha estudado não bastava para explicar o que via: a impossibilidade de estabelecer distinções claras entre o espaço urbano e o rural, que pareciam fundir-se.

Veio daí uma de suas principais contribuições teóricas, o conceito de urbanização extensiva, que implica o prolongamento do tecido urbano para o campo, formando espaços híbridos, identificada nas últimas décadas em todo o país. Leia+Mais→

Melhorias na geração e transmissão de energia elétrica

Através de método computacional, pesquisadora Silvia Maria Simões de Carvalho objetiva aprimorar fluxo em hidroelétricas e termoelétricas

Melhorias na geração e transmissão de energia elétrica

Professora Silvia Carvalho, do Campus Sorocaba da UFSCar

Como produzir energia via hidroelétricas e termoelétricas, com menor custo de geração e menores perdas nas linhas de transmissão que levam a energia até o consumidor final? Essa é a questão central de uma pesquisa conduzida no Campus Sorocaba da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), que busca aprimorar esse fluxo de energia, evitando a elevação dos custos e, principalmente, a ocorrência de blecautes (apagões). Leia+Mais→

Dificuldades da moradia popular

Livreto do acervo do CEDEM conta uma das histórias que não deram certo

Moradia popular / Cedem

A deficiência de habitação popular no Brasil é histórica. Em 1961 havia 15 milhões de brasileiros vivendo em cortiços, mocambos e favelas, segundo informação de um folheto produzido pelo então ministro do Trabalho e Previdência Social André Franco Montoro (1961 – 1962). O documento intitulado Campanha Nacional da Casa Própria – Casas para a Família Trabalhadora integra o Acervo Histórico do Movimento Operário Brasileiro, custodiado no CEDEM. Leia+Mais→

A questão urbana na geocultura

Ciclos de importação, exportação e tradução de conhecimento sobre cidades na América Latina / Por Héctor Marcelo Rodríguez Mancilla

Geocultura

Héctor Marcelo Rodríguez Mancilla

De autoria de Héctor Marcelo Rodríguez Mancilla, o trabalho La cuestión urbana en la geocultura: ciclos de importación, exportación y traducción del conocimiento sobre ciudades en América Latina, visa compreender as transformações dos diferentes momentos histórico-teóricos da questão urbana no desenvolvimento da geocultura do sistema-mundo capitalista.

Resumo da tese – O objetivo central dessa tese foi compreender as transformações dos diferentes momentos teórico-históricos da questão urbana no desenvolvimento da geocultura do sistema-mundo capitalista. Para isto, adotamos uma perspectiva de análise do capitalismo como sistema histórico pela necessidade de questionar a produção, circulação e adaptação de conhecimentos hegemônicos sobre as cidades na América Latina e o predomínio do nacionalismo metodológico que dificulta o debate sobre a construção de teorias urbanas latino-americanas. Leia+Mais→

Cortiços no centro do Rio

Pesquisa pioneira aponta a existência de 155 cortiços em área central do Rio de Janeiro

Cortiços no centro do Rio

O levantamento dos cortiços na área central do Rio de Janeiro foi iniciado em 2016 por meio da Pesquisa Prata Preta, no âmbito do projeto de extensão Morar, Trabalhar e Viver no Centro. Inicialmente, a pesquisa teve como foco a área portuária, onde encontra-se em curso, desde 2009, a Operação Urbana Consorciada da Região do Porto, mais conhecida como Porto Maravilha, sendo posteriormente estendida para englobar a região central. Leia+Mais→

Retrocesso no saneamento básico

Fica claro que a lei de saneamento básico está alinhada com o projeto político neoliberal iniciado no governo Temer e reforçado no atual governo / Por Ana Lucia Britto

Retrocesso no saneamento básico

Neste artigo, Ana Lucia Britto, pesquisadora do Observatório das Metrópoles, discorre sobre o Projeto de Lei (PL) nº 3261/2019 que altera o marco legal do saneamento básico e amplia a participação do setor privado na provisão de serviço. Segundo a pesquisadora, o PL representa um retrocesso, pois os argumentos utilizados não sustentam os objetivos de redução do déficit em saneamento e universalização do serviço. Leia+Mais→

Agenda urbana de João Sette Whitaker Ferreira

A política habitacional e a agenda urbana no Brasil caminhos para reflexão / Com João Sette Whitaker Ferreira, João Carlos Carvalhaes dos Santos Monteiro e Leda Velloso Buonfiglio

João Sette Whitaker Ferreira

João Sette Whitaker Ferreira

Em novembro de 2015, num momento de reorganização das alianças políticas, o então prefeito da cidade de São Paulo, Fernando Haddad, anunciava João Sette Whitaker Ferreira para o comando da Secretaria Municipal de Habitação. Na imprensa, a troca de um “indicado de Maluf por professor da USP” numa pasta estratégica como a da Habitação foi descrita como a substituição de um secretário “mais afinado com o setor da construção” por um arquiteto “mais afinado com os movimentos”. Leia+Mais→

Qualidade de vida com construções verdes

Há uma tendência crescente de projetos para construções verdes no Brasil, que mudam a economia e a qualidade de vida / Por Danny Braz

Danny Braz

A sustentabilidade é uma questão que engloba a melhora na qualidade de vida e uma série de vantagens econômicas, beneficiando pessoas e governos. Não é a toa que mais e mais projetos abraçam a ideia a cada ano. O Brasil já mantém a posição de quarto país com o maior número de construções certificadas LEED no mundo, que são aquelas que atendem a rigorosos critérios de edificação que contribuem para a sustentabilidade da região. Leia+Mais→