Edgar Sacchi desdobra as vantagens da tecnologia BIM para projetos grandes e pequenos, podendo expandir para o mercado criativo

BIM

A metodologia reconhecida em grandes obras, pode ser uma tendência para profissionais além da arquitetura, como designers, decoradores, visual merchandisers e estilistas. De uns anos pra cá, essa tecnologia vem se popularizando no Brasil, embora já seja muito aplicada mundo afora.

“Meu primeiro contato com a tecnologia BIM foi em 2012. Hoje em 2019, creio que 50 a 60% do nosso mercado ainda não a usa. Em meados dos anos 90, popularizou-se a tecnologia CAD (Computer Aided Design) poucos sabem disso até hoje, mas CAD é sim uma tecnologia e não um software.

Da mesma forma, o BIM não é um software, mas uma tecnologia avançada que veio com mais inteligência para ter um projeto otimizado, e por ser um único arquivo, ele pode ser compartilhado com os outros projetistas complementares para otimizar tempo e a verba, prevendo erros”, comenta o arquiteto e urbanista Edgar Sacchi.

Para quem não sabe a tecnologia BIM não foi criada para a construção civil, nasceu para a engenharia mecânica e indústria, onde os projetos têm que ser milimetricamente quantificados. Agora ela está chegando com tudo na arquitetura e, em breve, migrando sim, para o universo criativo: “Um exemplo disso é que, em primeira mão, estamos com um projeto com um parceiro de uma grande loja de iluminação, onde estamos desenvolvendo o design de uma luminária com a nossa assinatura em um projeto desenvolvido totalmente em BIM, onde teremos a condição de especificar e quantificar todos os insumos para a produção da peça”, diz.

O escritório Edgar Sacchi Arquitetura tem vasta experiência atuando há mais de 10 anos na execução de projetos de arquitetura, interiores e gerenciamento de obras da construção de grandes empreendimentos, todo este know-how permite uma performance ainda melhor com a tecnologia BIM.

Criamos uma metodologia de trabalho onde o nosso BIM é único e diferenciado, eu gosto de chamá-lo de obra virtual ou construção digital, onde realizamos todas as suas etapas, da mesma maneira que será construída a obra real. Para todos os engenheiros e donos de construtora que tenho a chance de apresentar meu trabalho, o resultado é fantástico, 100% de aceitação”, reconhece o arquiteto.

Hoje, desde a criação de um condomínio com 3 torres, ou até um simples desenho de um painel em uma sala, o escritório de arquitetura Edgar Sacchi usa a sua metodologia criada com a tecnologia BIM, um diferencial de mercado, capaz inclusive de prevenir desvios financeiros: “Com o BIM, temos o controle total da obra na mão: qualquer alteração no projeto, automaticamente vai mudar na planilha de quantitativo, e sendo assim será também alterado os custos da obra, acabando com qualquer possível fraudes dentro de um canteiro de obra, pois todos estão vendo em tempo real as alterações, e por incrível que pareça mas o BIM pode acabar com a corrupção”.

Em um dos cases que Edgar produziu para uma grande construtora, foi detectado uma pequena imprecisão no projeto e no orçamento da construtora que provocou uma diferença enorme na ponta financeira. Uma diferença de 15m² a menos por andar de 3 prédios de 21 andares cada, correspondeu a uma diferença de aproximadamente R$ 94,500.00.

No futuro próximo, o arquiteto acredita que a tecnologia BIM poderá ser usada em projetos menores, indo muito além das obras maiores das construtoras. “BIM é 100% 3D, sai na frente pelo quesito de quantificação e orçamento e velocidade de criação, não faz sentido voltarmos para o 2D, escritórios que não estão usando ainda a tecnologia, logo ficarão ultrapassados”, diz.

Para o arquiteto, o BIM vai conquistar profissionais criativos como designers, decoradores, visuais merchandisers, entre outros de segmentos diversos, como a indústria têxtil que possam adotar a metodologia a favor da organização e planejamento.

“ O BIM permite que os profissionais envolvidos no projeto e até mesmos os clientes visualizem de forma mais clara aquilo que está sendo proposto. O uso dessa tecnologia resulta em um melhor entendimento do projeto e a visualização da importância do design, porque não adotarmos para outros setores ? “

Edgar Sacchi é arquiteto especialista em Tecnologia BIM pelo AGI, Califórnia, EUA

Contato:
Edgar Sacchi Arquitetura
(11) 3645-0536
https://www.edgarsacchi.com/