Skip to main content

Arquiteto deve ser agente da Habitação de Interesse Social

Os arquitetos e urbanistas precisam pensar e projetar arranjos que viabilizem a Assistência Técnica em Habitação de Interesse Social (Athis) no Brasil

Athis

Arquitetas Taiane Beduschi e Paola Maia, do AH! Arquitetura Humana

A bandeira foi defendida pela arquiteta e urbanista Paola Maia, uma das sócias do AH! Arquitetura Humana, escritório que tem a assistência técnica como uma de suas prioridades. O projeto, que também reúne as arquitetas Taiane Beduschi e Karla Moroso, foi detalhado durante palestra no Saergs Na Estrada, evento realizado na terça-feira (07/11), na Ftec, em Novo Hamburgo.

“Começamos nesse trabalho militando e acabamos fazendo várias reflexões sobre o papel do arquiteto”, disse Paola, convicta de que o segmento trata-se de um nicho de mercado essencial de ser enxergado pelos arquitetos e urbanistas Leia+Mais→

Anita Prestes inaugura exposição histórica

Acervo de Luiz Carlos Prestes está disponível na UFSCar para visitação gratuita até o dia 19 de outubro, na Biblioteca Comunitária da Universidade

Prestes

Anita Prestes inaugura linha do tempo de Luiz Carlos Prestes na BCo

Na última segunda-feira, dia 24 de setembro, a Biblioteca Comunitária (BCo) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) recebeu a professora Anita Leocádia Prestes, filha de Luiz Carlos Prestes – militar e político brasileiro que comandou a revolucionária marcha Coluna Prestes entre os anos de 1925 e 1927 – e de Olga Benário Prestes, para a inauguração de uma linha do tempo retratando a trajetória do político e para a abertura da exposição “Linha do tempo de Luiz Carlos Prestes… Fragmentos”, com 34 objetos que pertenceram a ele, cuja exibição pública é inédita. Os itens expostos são presentes recebidos por Prestes de familiares e amigos, em diversas épocas de sua vida. Já a linha do tempo destaca momentos marcantes da carreira do político. Leia+Mais→

A batalha 50 anos depois

50 anos depois, Maria Antonia rememora sua famosa batalha. USP promove série de eventos, gratuitos e abertos ao público, no histórico prédio do Centro Universitário Maria Antonia

maria antonia

O Centro Universitário Maria Antonia (CEUMA) da USP recebe, de 2 a 5 de outubro, a série de eventos Ecos de 1968 – 50 anos depois, que resgata com diferentes elementos a memória dos episódios ocorridos no local em outubro 1968, conhecidos como a Batalha da Maria Antonia.

Os confrontos, que no dia 2 completam 50 anos, foram protagonizados por estudantes da USP e do Mackenzie e por policiais militares, tendo resultado na morte de um estudante secundarista e deixado dezenas de feridos. Pouco tempo depois, o governo militar utilizou o fato como um dos pretextos para o endurecimento do regime, promulgando o Ato Institucional número 5. Leia+Mais→

FNA apoia movimento pela democracia

FNA vem a público manifestar apoio ao movimento pela democracia, igualdade e direitos humanos

FNA

Manifestantes saem às ruas pelo #EleNão / Brasilia / Antonio Cruz/ Agência Brasil

A Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA) vem a público manifestar apoio ao movimento que ocorreu neste sábado (29/09) em diversas regiões do Brasil em favor da democracia, da igualdade e dos direitos humanos. Ao lado de milhares de mulheres e homens, estaremos lutando pela manutenção dos parcos direitos que as minorias desse país levaram décadas para conquistar. E mais tempo ainda para descobrir que tinham voz e que suas angústias estavam longe de meros caprichos particulares. Leia+Mais→

Basta!

Tragédia do Museu Nacional: arquitetos pedem um “basta” e propõem fundo de apoio para Patrimônio : “Os valores que nos identificam como sociedade não podem virar cinzas como o Museu Nacional”

“A destruição o Museu Nacional da Quinta da Boa Vista, no Rio de Janeiro, não pode passar em branco. Essa tragédia deve servir como um grito de basta contra o abandono, negligência e destruição da memória nacional”, afirma em nota oficial o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil.

“O basta! deve vir de toda sociedade. Dos estudantes ao Presidente da República”, conclama o CAU/BR, acrescentando que “os valores que nos identificam como sociedade não podem virar cinzas como o Museu Nacional”. Leia+Mais→

CAU/SP lamenta incêndio do Museu

Em chamas, o Brasil amanheceu, mais uma vez, sob o impacto da tragédia anunciada do Museu Nacional, no Rio de Janeiro

Museu Nacional

O Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo externa seu profundo pesar diante do incêndio que consumiu neste domingo, 02/09, o palacete imperial que abrigava um dos cinco maiores museus de História Natural do mundo: o Museu Nacional da Quinta da Boa Vista, criado por D. João VI, em 6 de junho de 1818.

Perde o país e toda a humanidade é abalada. Sobretudo pelo descaso, perde-se parte significativa da identidade cultural brasileira, feita com base na apropriação e valorização de heranças e representada pelas técnicas construtivas de sua Arquitetura, coleções, pesquisas e patrimônio humano. Leia+Mais→

Assistência técnica gratuita para o projeto

Arquitetos e engenheiros apelam para que a assistência técnica gratuita para projeto, reforma ou construção de moradia popular, já prevista em lei, passe a ser uma Política de Estado, independente de governos

caubr

Seminário de Assistência Técnica em Habitação Social que o CAU/BR e o CONFEA

Arquitetos e engenheiros, unidos, lançaram um chamamento para que a assistência técnica gratuita para o projeto, reforma ou construção de habitações de interesse social, já prevista em legislação de 2008, “seja mais do que uma lei, seja uma Política de Estado, como parte do direito social à moradia previsto na Constituição”, conforme afirmou o presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR), Luciano Guimarães. Leia+Mais→

Arquitetos propõem política habitacional

Entidades da categoria propõem política habitacional com múltiplas soluções e apresentam carta-aberta aos candidatos com 53 propostas, várias sobre moradia social

Rocinha

Contendo ao todo 53 propostas, o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil e o Instituto de Arquitetos do Brasil lançaram a “Carta Aberta aos Candidatos nas Eleições de 2018 pelo Direito à Cidade”.

“Nossas cidades pedem socorro, o Brasil tem competência técnica para tratar dos problemas urbanos e não faltam planos ou leis para tanto”, afirma o documento. “No entanto, é imperativo implementá-los, o que exige uma assertiva decisão política para colocar em prática uma reforma urbana baseada na função social da cidade prevista na Constituição de 1988 e regulamentada pelo Estatuto da Cidade”. Leia+Mais→