Skip to main content

NT dos Arquitetos e Urbanistas

Nota Técnica dos Arquitetos e Urbanistas sobre a tragédia de Brumadinho

fna

Os Arquitetos e Urbanistas do Brasil, através de suas Entidades representativas, IAB- Instituto de Arquitetos do Brasil, FNA- Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas, AsBEA-Associação Brasileira de Escritórios de Arquitetura, ABEA- Associação Brasileira de Ensino de Arquitetura e Urbanismo, ABAP-Associação Brasileira de Arquitetos Paisagistas e FENEA- Federação Nacional de Estudantes de Arquitetura e Urbanismo, reunidas no CBA-Colégio Brasileiro de Arquitetos, vem contribuir ao encaminhamento prático de ações de prevenção aos sinistros, no campo do Planejamento Urbano e da Paisagem, Ambiental e Territorial, em suas dimensões locais e regionais: sem prejuízo das ações emergenciais de socorro às vítimas; sem prejuízo das ações prementes de fiscalização e controle; sem prejuízo das ações de Geotecnia, e Engenharia de Barragens pertinentes; sem prejuízo das duras e urgentes ações penais, de responsabilização, e indenizações cabíveis. Leia+Mais→

Nota de repúdio FNA

Federação Nacional de Arquitetos e Urbanistas cobra o cumprimento dos protocolos de segurança em barragens

Brumadinho / IsacNóbrega - EBC

Diante da tragédia em barragem na cidade de Brumadinho, em Minas Gerais, a Federação Nacional de Arquitetos e Urbanistas (FNA) vem a público cobrar que os protocolos de segurança sejam cumpridos pelas empresas que têm qualquer tipo de projetos com riscos e impactos ambientais no país.

A Federação, representante da categoria dos arquitetos e urbanistas, alerta para o fato de que esses acidentes colocam não só em risco o patrimônio histórico, cultural e ambiental, como a vida das pessoas que residem nas regiões. Leia+Mais→

Vantagens da tecnologia BIM

Edgar Sacchi desdobra as vantagens da tecnologia BIM para projetos grandes e pequenos, podendo expandir para o mercado criativo

BIM

A metodologia reconhecida em grandes obras, pode ser uma tendência para profissionais além da arquitetura, como designers, decoradores, visual merchandisers e estilistas. De uns anos pra cá, essa tecnologia vem se popularizando no Brasil, embora já seja muito aplicada mundo afora.

“Meu primeiro contato com a tecnologia BIM foi em 2012. Hoje em 2019, creio que 50 a 60% do nosso mercado ainda não a usa. Em meados dos anos 90, popularizou-se a tecnologia CAD (Computer Aided Design) poucos sabem disso até hoje, mas CAD é sim uma tecnologia e não um software. Leia+Mais→

Vencedores do Prêmio AU 2018

O Sindicato dos Arquitetos no Estado do Rio Grande do Sul (Saergs) anuncia os vencedores do Prêmio Arquiteto e Urbanista do Ano 2018.

Saergs

O resultado da votação foi homologado em reunião do Conselho Curador para a premiação do Saergs, na quinta-feira (06/12), em Porto Alegre (RS). Na categoria Setor Público, a arquiteta e urbanista Ana Meira foi a vencedora, enquanto, no Setor Privado, foi escolhido o escritório Cantergiane+kunze.

Já o escritório Sauermartins foi selecionado na categoria Jovem Arquiteto e Urbanista. A Homenagem Especial: Assistência Técnica em Habitação de Interesse Social (Athis) laureou a arquiteta e urbanista Sabrina Cerqueira e a categoria Homenagem Póstuma foi destinada à arquiteta e urbanista Briane Bicca. Leia+Mais→

Intervenções para palafitas de edifícios

Foi lançado o edital do Outros Territórios – Chamada Internacional de Projetos para Intervenção Urbana, com inscrições até 22 de janeiro de 2019

palafitas

A ideia é reunir um conjunto de intervenções efêmeras que serão propostas para o Buritis, montanhoso bairro da região Oeste de Belo Horizonte, possibilitando uma mudança instantânea em sua paisagem por meio da ocupação de “palafitas” (vigas e pilares aparentes) de diversos prédios ao mesmo tempo. Poderá ser criado um circuito de visitação a pé às instalações: projeções de vídeo, light art, peças de teatro, horticultura, paisagismo, pinturas, esportes radicais, entre outras possibilidades de ocupação dos espaços privados e vazios. Leia+Mais→

Entidades unidas pela democracia

Entidades representativas dos arquitetos e urbanistas uniram-se em coro pela democracia e pela liberdade de pensamento

Ensa

Thiago Teixeira de Andrade, Cícero Alvarez, Beatriz Vicentin Gonçalves, Célio da Costa Melis Junior e Erika Kokay

Lado a lado, as principais entidades representativas dos arquitetos e urbanistas uniram-se em coro em um manifesto informal pela democracia, pela liberdade de pensamento e pela educação com direito à formação política não apenas da categoria, mas de toda a sociedade.

O ato ocorreu durante a abertura do 42º Ensa, na noite de sexta-feira (23/11), em Brasília (DF) e contou com a presença de dirigentes da FNA e seus sindicatos, CAU/BR, CAU/DF, IAB, ABEA e FeNEA. Leia+Mais→

Metropolização no Brasil contemporâneo

Livro da EdUFSCar reúne estudos que pretendem contribuir para a reflexão sobre o processo de expansão territorial

EdUFSCar

A Editora da Universidade Federal de São Carlos (EdUFSCar) está lançando o livro “Dinâmica demográfica e socioespacial no Brasil metropolitano: convergências e especificações regionais”, organizado por José Marcos Pinto da Cunha.

A obra surge com o objetivo de ampliar a reflexão sobre temas urbanos e metropolitanos, com base em redes estabelecidas como Associação Brasileira de Estudos Populacionais (Abep). É, portanto, resultado de um processo coletivo e cooperativo entre várias instituições e demógrafos especialistas nos temas abordados. Leia+Mais→

Preocupação com a política

Futuro do Ministério das Cidades e da assistência técnica preocupa no Brasil

FNA

Eleonora Mascia, vice-presidente da FNA, e Lola Ribeiro, viúva do ex-deputado Zezéu Ribeiro, um dos responsáveis pela aprovação da Lei de Assistência Técnica e Habitação de Interesse Social (ATHIS)

Os impactos da provável extinção do Ministério das Cidades para a sociedade e para o futuro dos municípios brasileiros foram debatidos na manhã desta quinta-feira (22/11) durante o Seminário Nacional 10 anos da lei de Assistência Técnica e Habitação de Interesse Social (Athis), realizado em Brasília (DF).

Segundo a vice-presidente da FNA, Eleonora Mascia, o temor é quanto ao rumo que tomarão as diversas ações que ainda estão em fase de projeto e cujas obras não tiveram início. O alerta foi referendado pela arquiteta e urbanista e viúva do deputado Zezéu Ribeiro, Lola Ribeiro. “A resistência não é fácil, mas é preciso contrapor com uma proposta que não pode ser esvaziada”, salientou. Leia+Mais→