As formas de enfrentamento da crise econômica e do desemprego no país foram pontuadas pelos sindicatos de arquitetos e urbanistas como grandes desafios para os próximos meses em reunião de trabalho da Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA), em João Pessoa, na Paraíba
sindicatos

Andréa dos Santos representante da FNA na ConfetuCUT

Ao lado desse cenário, soma-se a precarização das relações de trabalho e a movimentação pelo fim da obrigatoriedade da Contribuição Sindical, o que deve exigir revisão de fontes de receita por parte do movimento sindical. “Precisamos buscar outras formas de arrecadação e saber como enfrentar essa nova realidade”, alertou a representante da FNA na Confetu, Andréa dos Santos.

Uma das estratégias de enfrentamento é a união e troca de experiências em âmbito regional. “Os sindicatos precisam estar juntos e articulados para poderem chegar até o profissional”, salientou a vice-presidente da FNA, Eleonora Mascia, que coordenou os trabalhos. A ideia foi reforçada em manifestação do conselheiro e ex-presidente da FNA Jeferson Salazar, que pontuou a importância a união entre diferentes categorias profissionais, principalmente com aproximação entre sindicatos de arquitetos e engenheiros. Leia mais Leia+Mais→